Como a tecnologia pode ajudar a resolver a crise da cadeia de suprimentos?

Entenda como uma das principais mentes por trás da cadeia de suprimentos no mundo acredita que a tecnologia pode resolver os problemas do supply chain!

Com a situação delicada da economia nos últimos anos — em especial por conta da pandemia — o supply chain em todo o mundo passou por incontáveis disrupções. Agora, as empresas começam a buscar na tecnologia soluções que amenizem a crise de suprimentos.

Mas afinal, a tecnologia atual pode resolver os problemas do supply chain mundial, estabilizando toda cadeia de suprimentos, bem como auxiliando no cumprimento de metas e objetivos empresariais?

É o que vamos analisar no post de hoje!

As respostas para esse questionamento são de John Wevill, sócio e chefe de construção do escritório de advocacia Seddons, que falou sobre o assunto em publicação da Building.co. Confira!

Análise de dados

O investimento em tecnologias específicas pode ser a chave para tornar a cadeia de suprimentos de uma organização à prova das instabilidades do futuro.

Por exemplo, a análise de dados já é amplamente utilizada pelos principais gerentes da supply chain para prever a demanda futura, bem como para prever possíveis interrupções futuras na cadeia de suprimentos.

Se você puder ver um evento como esse chegando, é possível preparar os seus processos antecipadamente, minimizando prejuízos.

Muito do gerenciamento do supply chain da área de construção, por exemplo, é reativo e baseado “no que aconteceu da última vez”.

Nesses casos, a análise preditiva pode permitir que as empresas tomem decisões embasadas, de modo a melhor gerenciar os riscos sobre o que provavelmente acontecerá na próxima vez.

Dependendo da modelagem preditiva, um comprador pode decidir quando é o momento certo para fazer um pedido, bem como de onde fazê-lo.

Smart Contracts para mudar a dinâmica de fornecimento e contratação

Parte da solução deve ser uma releitura do papel do cliente, para se tornar um líder devidamente integrado de sua equipe de projeto.

Comunicação e colaboração eficientes são essenciais e, novamente, a tecnologia pode ser usada para facilitar isso. Contratos “inteligentes” (Smart Contracts) orientados por blockchain — programas de computador imparciais e (quase) infalíveis que formam, executam e fazem cumprir acordos — podem fornecer essa eficiência aprimorada.

Como funciona? Veja bem:

Imagine que as partes de um contrato de fornecimento desejam realizar transações usando um Smart Contract.

Eles concordam com os termos aos quais desejam se comprometer e, em seguida, os termos são transformados em códigos de computador e implantados em um blockchain.

Como um exemplo simples, os termos do contrato podem ser: “Se você fornecer uma remessa de elementos de aço de uma qualidade acordada para um local específico, dentro de um prazo acordado, você receberá R$ X e obteremos os materiais”.

O contrato inteligente será executado automaticamente assim que essas condições pré-acordadas forem satisfeitas — pela internet, sem que o contrato precise ir e vir das duas partes.

A natureza inerente de um blockchain cria confiança em qualquer transação sem a necessidade de uma autoridade de terceiros para validá-la. Depois que os dados são implantados em um blockchain, torna-se extremamente difícil (para não dizer impossível) adulterar.

Os Smart Contracts potencialmente trazem um alto grau de visibilidade às transações, fornecendo os meios para eliminar intermediários do processo.

Com a confiança incorporada pela natureza da tecnologia blockchain e resultados pré-acordados, pode não haver necessidade de um intermediário, como um contratante principal, para validar e orquestrar as interações.

Na prática, cada movimento de um produto pode ser registrado em uma blockchain para fornecer um registro transparente e incorruptível para fornecedor e cliente.

Os benefícios são múltiplos:

Os clientes ficam mais protegidos se sua cadeia de suprimentos for mais ampla; mas também se a cadeia de abastecimento for “mais próxima”, no sentido de que o cliente tem uma relação contratual direta com o fornecedor.

A comunicação é facilitada; há mais um senso de cliente e fornecedor como parte da equipe do projeto, com objetivos compartilhados e recompensas transparentes — uma vez que a entrega pré-acordada no contrato inteligente é alcançada, o fornecedor recebe automaticamente o pagamento.

Rastreamento avançado com Blockchain

A tecnologia blockchain pode fornecer outras vantagens, por exemplo, lidar com o problema da falta de visibilidade sobre o transporte de materiais encomendados.

A incorruptibilidade e a transparência dos dados em um livro-razão distribuído permitem registrar em tempo real a origem e o movimento de mercadorias e materiais.

Todos os eventos e movimentos de um produto, desde o pedido até a fabricação e entrega, podem ser registrados em uma blockchain para fornecer um registro permanente, transparente e incorruptível tanto para o fornecedor quanto para o cliente.

O rastreamento avançado (track-and-trace) habilitado para Blockchain pode fornecer aos clientes um aviso antecipado sobre quaisquer problemas imprevistos da cadeia de suprimentos, tornando a comunicação mais clara e totalmente espontânea.

Isso já é uma realidade nos mundos do transporte marítimo e seguro marítimo, onde os contêineres individuais podem ser rastreados da partida ao destino e as informações de localização implantadas em uma plataforma de blockchain.

A visibilidade dos dados registrados no blockchain pode ser estendida às partes interessadas em toda a cadeia de suprimentos, permitindo que eles avaliem os riscos (como o risco de atrasos na entrega), possibilitando que se pense em soluções em tempo real.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Software para homologação de empresas com mais de 20 fontes de verificação.

Nos acompanhe

Entre em contato

Telefone: (11) 4280-8482

E-mail: contato@uqualifyapp.com

© U-qualify – Todos os direitos reservados 2020-2021.