Transações financeiras entre fornecedores: como fazer sem estresse?

E então, como montar a melhor estratégia para pagamento de fornecedores? Neste artigo, te damos 5 dicas valiosas. Confira!

Discutir o pagamento de fornecedores é um importante passo para o amadurecimento das estratégias e da execução do seu setor financeiro. No entanto, muitas empresas relegam o assunto ao nível mais básico, estabelecendo prazos de pagamento nada flexíveis e conduzindo negociações sem diretrizes básicas.

O resultado? Muito estresse para o seu time e uma gradual precarização do seu produto, serviço ou solução.

Por isso, a gestão de fornecedores é tão importante. Em especial, o pagamento.

Além de ser essencial para seu parceiro (por motivos óbvios), uma boa política de pagamentos também garante o controle — e às vezes redução — dos custos. Ela também oxigena a sua cadeia produtiva, afinal, deve respeitar o tempo que as mercadorias ficam no estoque.

Com tudo isso, você evita grandes dores de cabeça para o seu time financeiro e de Compras. Mas como alcançar esse patamar?

No artigo de hoje, te damos 5 dicas valiosas para acertar na forma de pagamentos de fornecedores. Tudo, da negociação à política de prazos. Quer aprender? Continue a leitura!

5 dicas de como acertar no pagamento de fornecedores

O principal a se considerar aqui é o alinhamento. Seus fornecedores devem estar alinhados ao seu negócio: objetivo, metas, a importância de cada um deles para isso. Eles devem reconhecer-se dentro do seu processo produtivo.

Além disso, claro, é necessário estabelecer uma boa estratégia de pagamento. Por que isso é importante? Porque nem todo caso pode ser igual. As exigências e necessidades de um fornecedor podem ser diferentes das de outro.

O ideal é fechar o melhor negócio, comprando um insumo que cumpra com suas necessidades, e ter a certeza que sua empresa irá cumprir com o acordado.

Assim, você equilibra as finanças do seu negócio e mantém sua reputação lá no alto, mantendo um espaço de sobra para crescer e melhorar os resultados.

1# Trate seus fornecedores como parceiros

Algo que vemos muito por aí é empresas que enxergam seus fornecedores como um certo tipo de oposição, em um cenário muito “nós x eles”.

Na verdade, essa relação deve ser construída em cima de um consenso, onde ambas as partes buscam se ajudar no crescimento dos negócios.

Por isso, a ideia de criar um relacionamento com os fornecedores é tão falada: é preciso garantir verdadeiros parceiros no mercado. Dessa forma, as negociações se tornam mais leves e ambas as partes colhem excelentes benefícios.

2# Controle todas as contas da empresa

Outro dos primeiros passos é estabelecer um forma de controlar as contas a serem pagas da empresa.

O registro é essencial para que você e seu time conheçam bem o seu comportamento consumidor, além de cooperar para a elaboração do preço do seu próprio produto ou serviço.

Especifique peculiaridades e informações básicas:

  • datas de vencimento;
  • sobre o que cada conta se trata;
  • valor;
  • responsável dentro da empresa e no fornecedor;
  • condições especiais (bônus, descontos, parcelas, etc).

Tudo isso irá ajudar na sua organização, o que facilitará a sua equipe entender o momento da empresa e como conduzir as próximas negociações, quais exigências ceder ou impor, etc.

3# Estabeleça uma estratégia de compras a ser seguida

Como dissemos, cada fornecedor é diferente. Por isso, é preciso se preparar antes de cada negociação. O desconto que você conquistou ontem pode ser rechaçado na negociação de amanhã.

Por isso, planeje-se antes de conversar com os fornecedores, agindo sempre com coerência e com seu objetivo em primeiro lugar. Assim, é mais plausível para que ambos cheguem às melhores condições para fechar o negócio.

4# Adote uma postura flexível na hora de negociar

É claro que sua empresa deve ter as condições de cada negociação bem definidas, porém, a flexibilidade pode ser a chave para conquistar condições interessantes. Portanto, seja mais firme com questões importantes, mas também saiba ceder em alguns pontos.

Descontos ou certa manutenção no dia do pagamento, indo de acordo com seus objetivos, são conquistas que acabam impactando positivamente a empresa.

Como afirmamos, a negociação deve obedecer à preferência de ambos os lados, para que um relacionamento realmente vantajoso e duradouro seja construído.

5# Defina uma política de prazos justa para os pagamentos

Os prazos para pagamentos devem estar de acordo com seu fluxo de caixa e estoque. Ou seja, busque definir uma política de prazos que não seja danosa ao seu negócio e que agrade aos fornecedores.

Por exemplo, se você tem estoque, deve considerar o tempo que cada mercadoria fica em estoque antes de ser vendida e retornar o valor para sua empresa. Caso você pague ao fornecedor antes disso, acaba saindo atrás e prejudicando o fluxo de caixa.

 

Todos esses são detalhes muito importantes na hora de entender como realizar o melhor pagamento de fornecedores. 

Com uma estratégia bem definida, você mantém (e melhora!) a sua reputação e conquiste melhores resultados, além de construir relações comerciais muito lucrativas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Software para homologação de empresas com mais de 20 fontes de verificação.

Nos acompanhe

Entre em contato

Telefone: (11) 4280-8482

E-mail: contato@uqualifyapp.com

© U-qualify – Todos os direitos reservados 2020-2021.