6 passos para minimizar riscos na gestão de fornecedores?

Confira quais os principais riscos da gestão de fornecedores e como minimizá-los em sua empresa!

Na gestão de fornecedores, há diversos riscos que devem ser mitigados para compor um processo de Compras eficiente.

Muitos deles, são baseados no próprio momento da negociação ou renegociação de contratos, mas também no trato com os fornecedores no dia a dia.

No conteúdo de hoje, vamos falar mais sobre o assunto, te explicando quais os principais riscos da gestão de fornecedores, bem como quais as formas de mitigá-los! Confira!

Gestão de fornecedores: quais os principais riscos a serem evitados?

A gestão de fornecedores pode apresentar vários riscos, com consequências verdadeiramente desastrosas — especialmente se não forem mitigados o mais rápido possível.

Eles podem ser divididos em:

  • Riscos financeiros;
  • Riscos de compliance;
  • Riscos em relação à imagem da empresa;
  • Riscos operacionais, qualidade e segurança;
  • Riscos de segurança das informações e privacidade de dados.

São problemas variados, que podem atingir a saúde e segurança dos envolvidos, ocasionar violações de dados e da LGPD, bem como problemas operacionais com fornecedores que podem interromper sua cadeia de suprimentos.

Assim, são capazes de ferir toda estratégia do seu negócio, bem como ferir seu caixa.

Como minimizar os riscos e fazer uma gestão de fornecedores bem-sucedida?

E agora, você tem ideia de como minimizar esses riscos e tornar sua gestão de fornecedores cada vez mais eficiente? Temos algumas dicas, confira:

1# Identifique e avalie os riscos atuais

Quantifique e priorize os riscos e, em seguida, desenvolva uma estratégia de mitigação.

Nossa dica é aplicar retroativamente, começando a agir a partir do próprio cliente (os riscos que o envolvem) até seu próprio processo de manufatura e, então, de escolha e negociação dos fornecedores.

2# Identifique alternativas de fornecedores

Construa relacionamentos com fornecedores primários e também secundários.

Assim, você terá em mãos diferentes alternativas para suas necessidades, bem como opções de reposição em casos de emergências.

Manter uma base diversificada de fornecedores — especialmente no quesito geográfico — pode ajudar sua operação a passar por apuros em relação ao fornecimento.

3# Envolva-se no relacionamento com o fornecedor

Como você precisará contar com seus fornecedores para obter ajuda em caso de interrupções, monitore os fornecedores quanto a quaisquer problemas em potencial.

Isso inclui conhecer seus fatores de risco: solidez financeira, conformidade com os regulamentos (seus e também setoriais e judiciais) e suas próprias práticas de gestão de risco.

4# Seja transparente com seus parceiros comerciais

Compartilhe informações, como aumento nas projeções de vendas, e inclua os fornecedores em eventuais alterações do seu produto, como mudanças no design.

Isso ajuda os fornecedores a ter o produto certo disponível quando necessário, bem como os inclui no processo produtivo.

Da mesma forma, se as previsões de vendas caírem, deixe os parceiros saberem disso também. Eles vão gostar de estar por dentro do seu cenário comercial, e o aviso fortalecerá seu relacionamento.

5# Escolha fornecedores com critérios além do preço

Ao negociar com os fornecedores, muitas empresas podem ficar tentadas a escolher a opção mais barata. Mas nem sempre essa é a melhor escolha.

Negociações bem-sucedidas são muito mais do que uma questão de dinheiro. Você tem que avaliar o impacto geral de sua decisão.

Um fornecedor mais barato às vezes leva a custos mais altos a longo prazo.

Recomendamos que lembre-se dos seguintes pontos ao negociar:

  • Formas de pagamento;
  • Qualidade da mercadoria;
  • A capacidade de produção do fornecedor;
  • Adequação à legislação, normas e padrões de qualidade;
  • A capacidade do fornecedor de cumprir prazos de entrega.

Portanto, antes de se deixar conquistar pelos preços baixos de um parceiro em potencial, pergunte-se se eles atendem a todas as condições necessárias para um relacionamento comercial de sucesso para o longo prazo.

6# Falta de qualificação periódica dos fornecedores

Como falamos no início, os riscos relacionados à gestão de fornecedores não se limitam à parte de negociação ou à manutenção do relacionamento.

Na verdade, os riscos estão por toda parte e é missão da sua empresa evitá-los.

Uma forma de fazer isso — uma tarefa conhecida do setor de Compras — é a qualificação dos fornecedores.

Ou seja, a verificação da validade de sua documentação, como certificados de cumprimento de padrão de qualidade.

Assim, é possível manter sob controle se os seus fornecedores estão ou não alinhados com suas políticas de compliance.

Acontece que, normalmente, esse processo pode ser bem demorado, especialmente se feito manualmente — fornecedor por fornecedor, documento por documento.

Uma solução para isso é investir em um software para automatização do processo de homologação e qualificação de fornecedores!

O U-Qualify é um exemplo: o software inteligente permite que você personalize sua política de compliance no sistema.

Assim, toda conferência de documentos e certificações é feita de forma 100% automática, com checagens verdadeiras feitas em mais de 20 fontes de verificação.

Que tal conhecer mais sobre o U-Qualify e seus benefícios para o seu negócio?

 

E aí, gostou de aprender sobre o assunto? Entender os riscos inerentes à gestão de fornecedores é essencial para que você mantenha sua operação 100%!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Software para homologação de empresas com mais de 20 fontes de verificação.

Nos acompanhe

Entre em contato

Telefone: (11) 4280-8482

E-mail: contato@uqualifyapp.com

© U-qualify – Todos os direitos reservados 2020-2021.