O que é e qual a importância do compliance nas empresas?

Entenda tudo sobre o compliance e como a sua aplicação na empresa é essencial para o sucesso!

Sente que na sua organização os processos não seguem um direcionamento, as tarefas se perdem em meio aos prazos e a qualidade das entregas só cai? Talvez sua empresa tenha um problema com o compliance — ou a falta dele.

Na verdade, qualquer empresa minimamente organizada possui algum nível (ou níveis) de compliance.

Trata-se de um tema que, no mundo corporativo, existe desde os anos 1980. Porém, no Brasil de forma geral, apenas nos últimos anos começou a ser notado.

Em muito por influência dos concorrentes e das grandes empresas do mercado.

Afinal, o que as tornam competidoras tão duras de se combater na busca por mais vendas? E por que elas sempre se posicionam no topo?

E ainda mais importante: porque, apesar de todo investimento, são essas empresas que possuem melhores resultados que os da sua organização?

Há vários motivos que explicam isso, mas todos eles possuem uma base: o compliance.

Agora, que tal você aprender tudo sobre o conceito e sobre a aplicação do compliance, estabelecendo as bases para melhorar os seus processos internos?

Então venha conosco na leitura deste conteúdo!

O que é compliance?

Compliance significa algo como “cumprir” ou “cumprir as regras”.

Nos negócios, é quando uma empresa está de acordo com as diretrizes ou especificações estabelecidas.

Por exemplo, conformidade para um fabricante ou fornecedor pode ser uma certificação ou confirmação de que atende às práticas, regras e regulamentos aceitos pela empresa que buscam prestar serviços.

Essas regulamentações ou legislações podem ser desenvolvidas e exigidas tanto pelo governo quanto pela indústria.

Além disso, dependendo do setor em que você trabalha, pode ser necessário cumprir grandes e complexos conjuntos de leis que têm um impacto significativo em suas operações.

Agora, existe também um processo para gerenciar o compliance.

Trata-se do monitoramento contínuo e da avaliação de sistemas para garantir que estejam em conformidade com os padrões da indústria e de segurança, bem como com as políticas e requisitos corporativos e regulatórios.

Isso envolve a avaliação da infraestrutura para identificar os sistemas que não estão em conformidade devido a alterações regulatórias, de política ou de padrões, configurações incorretas ou qualquer outro motivo.

Ou seja, o compliance envolve muita coisa, certo?

Mas o que fica evidente é que se trata de um conceito e um conjunto de práticas que visa colocar a empresa nos trilhos.

Assim, adequando-a aos processos e padrões exigidos pelo mercado, pelo governo, por seus parceiros e fornecedores e também pelos clientes.

Qual a importância do compliance?

A importância principal do compliance é proteger o seu negócio.

Porém, não há como negar que o ROI de seguir o compliance pode ser significativo, ajudando você a evitar desperdícios, fraudes e outras ações que prejudicam a operação e colocam sua empresa em risco.

Seu programa de compliance corporativo precisa ser integrado a todos os esforços de conformidade em toda a empresa, desde o gerenciamento de regulamentações externas e políticas internas até o treinamento abrangente de funcionários.

Assim, certificando-se de que todos os departamentos e funcionários estão trabalhando juntos para manter os padrões, você pode reduzir o risco de grandes falhas e violações.

Uma política de compliance eficaz, entre outras coisas, melhora a comunicação entre a liderança e a equipe.

Deve incluir um processo para criar, atualizar, distribuir e rastrear políticas de conformidade.

Além do mais, quando os funcionários são devidamente treinados sobre os requisitos de conformidade, eles são mais propensos a reconhecer e relatar atividades ilegais ou antiéticas.

Manter a conformidade equipa seus funcionários para fazerem bem seus trabalhos, alcançarem seus objetivos de carreira e manterem os clientes satisfeitos.

Por sua vez, sua empresa pode atingir seus objetivos e crescer mais rápido.

Isso se aplica, especialmente, na gestão do relacionamento com seus fornecedores

Afinal, é preciso exigir certos requisitos, obrigações e por vezes certificados de seus parceiros comerciais.

Só assim é possível, por exemplo, manter o nível de qualidade produtiva no alto.

Todas as empresas deveriam aplicar o compliance?

O compliance é uma boa prática — mas sinceramente, poucas empresas sobrevivem hoje em dia sem essa política de conformidade.

Na verdade, se a sua empresa opera de forma legal, conforme requisitos da vigilância sanitária e dos bombeiros, ela já segue um compliance.

Agora, para melhorar a gestão dos processos internos e tornar o nível de exigência mais profissional, o que melhor do que uma política de compliance, que siga os padrões da empresa e do mercado em que está inserida?

O compliance é algo essencial, sem sombra de dúvidas.

Especialmente quando falamos de fornecedores. Você sabe como gerenciar, por exemplo, seu compromisso com o compliance através da conferência de certificados e documentações?

É um processo que pode levar tempo, mas é essencial.

Só assim você vai entender se a sua carteira de parceiros comerciais realmente está apta a atendê-la e cumprir com seu compliance de qualidade e processos.

Uma ferramenta que pode contribuir com o seu compliance e automatizar toda essa etapa de conferência é o U-Qualify!

Já conhece a ferramenta? Aproveite para compreender suas funcionalidades!

Para entender mais sobre o mercado, gestão e compliance, continue de olho em nosso blog!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Software para homologação de empresas com mais de 20 fontes de verificação.

Nos acompanhe

Entre em contato

Telefone: (11) 4280-8482

E-mail: contato@uqualifyapp.com

© U-qualify – Todos os direitos reservados 2020-2021.